Esporte (Céu Navegantes)


Aqui esta toda a programação esportiva do CEU Navegantes e logo abaixo você saberá qual a importância da prática de esporte

12065628_422052551252777_9208322007458975729_n

Dá-se o nome de esporte às atividades físicas realizadas por pessoas que se submetem a regulamentos e participam de competições. A prática de esportes beneficia grandiosamente as pessoas e até mesmo a sociedade, pois reduz a probabilidade de aparecimento de doenças, contribui para a formação física e psíquica além de desenvolver e melhorar tais formações. Na adolescência, as pessoas são influenciadas pelo consumismo, problemas psicológicos, hábitos prejudiciais e outros que também influenciam as demais faixas etárias, gerando conflitos internos que desviam valores e aprendizagens antes obtidos. É neste processo que o esporte mostra sua grande contribuição à sociedade.

Cada esporte possui suas particularidades que envolvem as pessoas e as fazem optar por qual praticar. Os esportes influenciam no desenvolvimento saudável dessas e os distanciam da mentalidade distorcida que hoje se prega no mundo, e ainda faz com que as pessoas se distanciem da criminalidade que está presente em todos os locais de forma bastante organizada e sedutora. Existem inúmeras instituições sem fins lucrativos que criam centros de esportes em áreas de baixa renda a fim de focar a atenção dos jovens e adolescentes e ainda distanciá-los da marginalidade e das criminalidades existentes no mundo. O crime organizado existe como organização estruturada e presente em todos os lugares, como sentinelas buscando novas vidas, o esporte tem a importante e difícil missão de mostrar que nem sempre o caminho mais fácil é o correto.

É comum que se ouça falar do esporte como uma atividade importante no desenvolvimento infantil. As escolas incorporam a atividade física através de jogos, gincanas, olimpíadas e aulas de educação física. Desde a mais tenra idade, é visível o envolvimento da criança com a atividade corporal, com brincadeiras de pega-pega, com bola, na praia brincando com as ondas, e na areia. Vale lembrar aos pais que a infância é o período mais adequado para o início de atitudes saudáveis, pois a criança está aberta para a aprendizagem de novos conceitos. Assim é fundamental que as pessoas que cercam essa criança tenham hábitos saudáveis de alimentação e atividade física, pois são os modelos no processo de formação. Assim, de nada adianta colocar a criança para iniciar um esporte, se o exemplo em casa é o oposto. A criança segue modelos, em especial aqueles que vêm de casa, portanto, dê um bom exemplo para seu filho, praticando atividades físicas e tendo hábitos saudáveis de vida, com moderação e bom senso.

Portal Educação

História


 Por Vilton Giglio 19/12/2012

Sempre percorri locais de São Paulo desde quando me conheci por gente, ora por um motivo ora por outro e nunca perdendo olhar de alguma visão, seja belo ou feio, engraçado, pitoresco, o paraíso, a pobreza, a miséria, os milionários, sempre com um envolvimento de pessoas, paisagens, datas e por aí vai ao longo dos anos.

Há alguns anos ia muito ao hoje “Cantinho do Céu”, sempre aos sábados, pois fazia companhia a um amigo na entrega de bicicletas, pois tinha loja. Nas suas entregas ia junto (eram muitas), achava aquele lugar mais um cantinho de inferno, um local que não tem saneamento básico, asfalto, luz, segurança, escolas, comércio, postos de saúde, barracos, ponto de desova de carros roubados à beira da Represa Billings; não poderia ter o nome de “Cantinho do Ceú”, passava pela minha cabeça, tinha sim gente trabalhadora, honesta; muitas eram chacinas, pois um local que não tem nada só pode dar nisso, mas que por algum motivo da vida invadiram ou compraram lotes naquele local e inclusive estão lá até hoje. É uma área de manancial, pois os moradores jogam o esgoto na Represa Billings.

Fica no extremo sul de São Paulo. Certa ocasião estávamos fazendo campanha política junto com o José Serra, era candidato a prefeito de Sampa, pois fui candidato a vereador por São Paulo. Ficamos assustados com o povo, pois era um reduto da oposição e assusta um pouco tamanha agressividade das pessoas, fiquei um pouco assustado, assim como no largo São José, onde tivemos que nos refugiar em uma loja de calçados próximo ao “Cantinho do Céu”, pareciam quadrilhas querendo nos agredir, tamanha violência.

Fiquei sabendo que haverá uma exposição de fotos “Future Planning for 90 cities Percent”, Bienal em Veneza, no mês de agosto, com muitas fotos do “Cantinho do Céu”. Hoje, existe até píer, parques, um local que um dia (na minha cabeça) era cantinho inferno, mas infelizmente “o não pertence a natureza desse local”, e o homem invadiu a mesma, pois é uma área de manancial puramente local das águas limpas e claras que um dia foi.

Será que existe foto do passado, daquela caixa d’água com algumas boas quantidades do líquido precioso da vida, que a Sabesp levava nos caminhões pipas, semanalmente? “Cantinho do Céu” será conhecido pelo mundo, pena que dessa forma, inclusive com fotos.

Mapa do Bairro

Cantinho do Céu
Cantinho do Céu

Cidade bate recorde de calor: 36,1º C … 8 Dicas Para enfrentar o Calor …


Com 36,1ºC, São Paulo registrou na tarde de terça-feira (30) a maior temperatura dos últimos 13 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Também foi o maior índice do mês de outubro desde que as medições começaram a ser feitas no Mirante de Santana, em 1943, e a quarta maior temperatura de todos os tempos na capital – as três primeiras aconteceram em janeiro de 1999, quando termômetros marcaram 37°C.

Apesar de altas temperaturas serem esperadas no mês de outubro, esses índices surpreenderam os meteorologistas. “É um valor extraordinário, fora do normal”, afirma Marcelo Schneider, do Inmet. O mês se caracteriza pelo início do aumento do calor e por ainda não ter muitas chuvas – o que diminuiria a sensação térmica. “Todo ano, podemos esperar que em outubro se marque pelo menos 32,4ºC, uma média maior do que janeiro e fevereiro”, completa o meteorologista.

Schneider explica que uma massa de ar que estava no centro do País havia praticamente uma semana ganhou força e impediu que a umidade chegasse ao Estado. Ontem, o Inmet registrou umidade relativa do ar de 25% na capital, que entrou em estado de atenção. Chuvas esparsas foram registradas nas zonas sul e leste.

Ainda de acordo com o meteorologista, o maior desconforto por causa do calor não aconteceu no horário de pico, mas durante a madrugada de segunda-feira (29) para a terça-feira (30). “Como as casas e edifícios passaram o dia acumulando calor, o problema vem de madrugada. (Hoje) Deve ser uma das piores noites do ano.” Às 20h de ontem, o Aeroporto de Congonhas, na zona sul, marcava 31°C. No Campo de Marte, zona norte, a temperatura era de 29°C.

Nesta quarta-feira a situação deve melhorar durante o dia. A previsão é de máxima de 33°C e mínima de 21°C. A sensação de abafamento segue até o meio-dia e a chuvas devem chegar mais cedo, logo depois do horário de almoço. No interior do Estado, o calor foi ainda mais intenso. De acordo com o Climatempo, Valparaíso foi a cidade que teve a maior temperatura, com 41,3ºC. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Aqui vai 8 Dicas para você vencer o calor nesse verão

  1. Spray refrescante: mantenha na geladeira um borrifador (deve ter na seção de jardinagem do seu hipermercado favorito) com água pura. Quando precisar se refrescar rapidamente, borrife-se (sem encharcar) um pouco de água fria, começando pelos pés ou pelos pulsos (para aproveitar um efeito positivo da circulação sanguínea). Tanto a temperatura da água quanto o efeito da evaporação farão bem. Com um pouco de procura em lojas de artigos de praia, você encontrará um borrifador integrado a um mini-ventilador movido a pilhas, que por aqui faz diferença mesmo se a água estiver na temperatura ambiente.
  2. Ventilador ao contrário: à noite, se a temperatura da rua estiver mais fresca que a do seu quarto, experimente colocar um ventilador na janela – mas apontando para fora. Devido aos efeitos físicos envolvidos, jogar o ar quente do quarto para fora é mais rápido e eficaz do que jogar o ar fresco da rua para dentro.
  3. Tome banho com alguma janela aberta: a saturação causada pelo vapor do chuveiro preso no ambiente impede todos os outros mecanismos naturais que o seu corpo poderia usar para reduzir a sensação do calor com base na evaporação.
    Ventilador de mesa: uso há anos um ventilador USB. Quando é necessário usar o computador no calor, ajuda poder apontar um mini-ventilador para o meu rosto. É barato, fácil de encontrar, e basta plugar e já estará funcionando. É possível encontrar também um ventilador elétrico de mesa (tenho um em casa, da marca FAME, comprado no ano passado) de baixo consumo (15W), que serve para a mesma aplicação, embora gere um pouco mais de vento e dispense o computador 😉 Vale lembrar que um ventilador sozinho não reduz a temperatura ambiente, apenas tendo efeito sobre a sensação térmica.
  4. AC dos desesperados: se o que você precisa é se refrescar rapidamente, coloque uma bandeja de gelo em frente ao seu ventilador ligado e apontado para você. Não conseguirá refrescar um ambiente, mas pode fazer você se sentir melhor. Mas *cuidado* com a água que vai se formar, especialmente evitando que ela se combine à eletricidade do aparelho.
  5. Roupa de verão: os tecidos sintéticos modernos típicos de trajes de atletas têm sua utilidade para quem passa calor no dia-a-dia, pois são projetados para afastar rapidamente da pele o suor, movendo-o para onde evaporará. Se preferir roupas de algodão, o melhor é que sejam folgadas, permitindo que haja espaço entre a pele e a roupa, e a evaporação do suor ocorra.
    Comida de verão: além de se hidratar bastante ingerindo líquidos (especialmente os sem álcool, sem cafeína e sem adição de açúcar), vale a pena incluir na dieta mais itens fáceis de digerir, especialmente as saladas e as frutas – com bônus extra se você escolher as que contêm bastante líquido, como a melancia, por exemplo. Não é preciso dispensar completamente o churrasco e a feijoada, mas o ideal é reservá-los para momentos em que você não terá que enfrentar o calor logo depois!
  6. Durma como os egípcios: o “método egípcio” descrito pelo Lifehacker envolve duas toalhas grandes, uma seca e outra que você deve molhar e depois torcer (ou passar rapidamente pelo ciclo de centrifugação da máquina de lavar) para que não fique encharcada. A toalha seca é colocada na cama como se fosse uma colcha, e com a toalha úmida você se cobre. Enquanto a umidade estiver evaporando, a sua sensação térmica será melhor do que a do ambiente. Quando ela secar, é só remover, mas aí você já terá conseguido o mais difícil, que é fazer o sono surgir numa noite quente demais.

Melhoras do Nosso Bairro


Cantinho do Céu e Jd. Gaivotas 6 anos de mudanças. Para melhor!

Em 2004 com exceção duas ruas e das avenidas Canal de Cocaia e Pedro Escobar 100% das ruas do Cantinho do Céu e do Jd. Gaivotas eram de terra, agora a realidade já é muito diferente e vai melhorar ainda mais.

 

No sol poeira e muita sujeira, na chuva barro e ruas intransitáveis. Até 2004 era esta a realidade de todos os moradores do Cantinho do Céu e Jd. Gaivotas. Realidade que começou a mudar somente em 2005 com Projeto Capela em Ação que asfaltou as primeiras ruas no bairro e que está avançando ainda mais com Programa Mananciais da Prefeitura de São Paulo e do Governo do Estado. Hoje já são quase 100 ruas pavimentadas nestes bairros onde antes não existia praticamente nenhuma. “Até 2004 parecia que a gente não existia no mapa. Ninguém fazia nada pela nossa região de lá para cá as coisas começaram a mudar e agora tem obra pra tudo quanto é lado. O Jd. Gaivotas e o Cantinho do Céu foram finalmente lembrados.” afirma Emília dos Santos, líder comunitária e moradora do Jd. Gaivotas.

As obras ainda estão no começo e vão continuar até o final de 2012, quando 100% das ruas do bairro estarão asfaltadas e com coleta de esgoto e rede pública de iluminação. O Programa Mananciais prevê ainda a construção de 1.700 unidades habitacionais, implantação de parques, espaços de lazer e a liberação das áreas de proteção ambiental próximas as às margens da represa que serão reflorestadas e transformadas em parques lineares. O investimento nas obras supera os 120 milhões de reais dos quais quase 90 milhões são da Prefeitura de São Paulo e 35 milhões de empréstimos da Caixa Econômica e do Ministério das Cidades